Buscar
  • renatarosado3

04 boas dicas para receber amigos

Atualizado: há 5 dias



Aprecio o fato de ter descendência italiana. Possuo características inerentes à minha origem, tais como, gesticular incessantemente com as mãos, falar alto, principalmente ao telefone, e gostar de mesa farta, regada de boa comida, bebidas, pessoas interessantes e risadas. Além disso, sou louca, "tarada" por massas, principalmente fresca, artesanal e "à lá minute", ou seja, preparada no momento de ser consumida. Se a sobremesa não for boa, de nada vale o que foi ingerido anteriormente. Pois bem: capriche na escolha de um requintado "tiramisù" e, se possível, finalize com um café e digestivo que harmonizem bem com as suas escolhas.

Em tempos de pandemia onde, durante muito tempo, tornou-se inviável qualquer tipo de confraternização, muitos optaram pela escolha de um evento mais intimista, aconchegante e personalizado, denominado por alguns, "Petit Comitè". Se trata, nada mais nada menos, da presença de meia dúzia de conhecidos, pré dispostos a encarar um "rangão" responsa, oferecido por quem almeja diversão e entretenimento, popularmente conhecido como "boca livre". Mas, o que é realmente relevante, do ponto de vista dos convidados, para que eventos desse tipo prosperem?


1. Anfitrião gente boa


Deixe de lado este "você" quem diz: "Fico feliz em recebê-los" ou mesmo, "Sintam-se em casa"! Linguagem coloquial está tão fora de moda quanto "status quo", ou seja, utilize mais palavras do seu dia a dia e, por favor, não exiba a sua última aquisição milionária! Sim, ficamos muito feliz por você mas, os interesses dos convidados concentram-se em, simplesmente, comer bem, beber satisfatoriamente e dar muitas risadas.


2. Cultura musical


Contrariando o seu mantra interno de conformismo e acomodação, "Danni Carlos" não é música, muito menos ambiente. A melodia exerce grande influência sobre o bem estar dos convidados e, indiretamente, pode ser responsável pela curta ou longa estadia dos mesmos. "Playlist" de qualidade é importante e também faz parte do planejamento geral.


3. Cozinhar x Beber


Antes mesmo de pensar em organizar um evento, reflita se prefere cozinhar ou beber. Caso este tipo de questionamento tire o seu sono, pois sente prazer em ambas habilidades, deseja compartilhar o seu menu, ou até, está carente e necessita de constantes elogios (caso tudo ocorra bem), opte por refeições práticas, seguras e que caiam no gosto geral.


Práticas: Siga em direção ao forno, acenda a chama, coloque o que será servido e, por via das dúvidas, peça à alguém, de preferência ao convidado mais sóbrio, que o ajude a lembrar dos próximos passos, dentro do "timing" desejado;


Seguras: Use a criatividade e escolha produções que não combinem com água quente, facas afiadas, maçarico, ou qualquer objeto que, possivelmente, possa vir a desandar todos os seus planos;


Caiam no gosto geral: Pesquisem! Evitem estrogonofe, "pelamor"!


4. Tupperware, quem nunca?


Quem acha brega, cafona ou coisa de pobre, mentiu! Pedir, sem constrangimento, aquele caprichado marmitão, é uma das melhores e mais inteligentes iniciativas pós festa que conheço. Não se preocupar com o que vai comer no dia seguinte é um prazer para poucos.

Sendo assim, disponibilize algumas embalagens aos futuros interessados.









47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo